Localização ›  Rua João Moreira Maciel 470 - Porto Alegre/RS      Associe-se ao Clube de Regatas Guaíba ›  51 3342.2197

HISTÓRIA

GPA - HISTÓRIA QUE SE RENOVA TODOS OS DIAS

Raríssimas instituições têm uma existência de mais de 100 anos. Número menor ainda atinge esta marca fiel a sua missão e princípios. O Clube de Regatas Guaíba-Porto Alegre (GPA) atravessou três diferentes séculos, acompanhou a transição do Império para a República e viu a cidade que lhe dá o nome passar de 50.000 para 1,4 milhões de habitantes. Durante toda sua história, sempre primou por honrar os ideais de seus fundadores, no que diz com oferecer “remo para todos”.

 

Eram ainda tempos do Império, a escravidão fora abolida há apenas alguns meses. Nestes dias, em 21 de novembro de 1888, um grupo de jovens de origem germânica fez nascer uma estrela precursora, fundando o Ruder-Club Porto Alegre. Liderados por Alberto Bins, os jovens unem-se para praticar o remo nos moldes do que era então praticado por seus patrícios na Alemanha. A fundação do clube constituiu um importante marco desportivo na Capital do Estado. Foi, pode-se dizer, a primeira agremiação verdadeiramente destinada à prática desportiva, uma vez que as já existentes "sociedades de ginástica" eram voltadas à cultura física sem, no entanto, fins competitivos. A primeira sede foi um "chalet" de madeira, perto da atual Praça da Alfândega e os primeiros dois barcos foram trazidos da Alemanha.

 

Quatro anos após com o surgimento do Porto Alegre, nasceria a segunda agremiação náutica da cidade, o Ruder-Verein Germania, igualmente de origem alemã. Em 1936, já com os nomes "nacionalizados" em função da 1ª Guerra Mundial (Club de Regatas Porto Alegre e Club de Regatas Guahyba), os dois clubes fundem-se, resultando no Clube de Regatas Guaíba-Porto Alegre, o GPA. Manteve-se como data de fundação a do Ruder-Club Porto Alegre, sendo, por isso, o GPA o clube de remo mais antigo do Brasil.

 

Entre os desportistas que inscreveram seus nomes na história do GPA figuram grandes atletas, beneméritos e desportistas. Figuras como Alberto Bins (fundador do clube e ex-prefeito de Porto Alegre, Mário Rigatto (ex-patrono do clube e um dos primeiros médicos a abraçar a causa antitabagista), Paulo Diebold / Pérsio Zancani (atletas olímpicos, campeões brasileiros e sul-americanos), Ruy Fortini e Douglas Steyer.

 

Nos dias de hoje, o GPA dedica o melhor de suas forças para fazer “remo para todos” com qualidade. Mesmo enfrentando as dificuldades de um pequeno clube amador, o clube proporciona a prática do remo a um amplo grupo de pessoas, que vai desde jovens carentes (Projeto Estrela Guia) até veteranos com mais de 80 anos (Guarnição do Júpiter, uma das maiores tradições do clube), passando por atletas de rendimento que estão competindo e vencendo certames estaduais, nacionais e sul-americanos.

 

O vídeo abaixo foi feito para a comemoração dos 125 anos do clube, trazendo um pouco da história de fundação do GPA e sua trajetória ao longo do tempo. Veja e compartilhe da paixão que todos os GPAnos possuem por este clube.

 

Junte-se a nós.

 

Fotos: Acervo do Clube & Maurício Fleck


ASSOCIE-SE

Raríssimas instituições têm uma existência de mais de 100 anos. Número menor ainda atinge esta marca fiel a sua missão e princípios

 

Venha remar conosco!

Saiba Mais ›

Top